Município do Rio retoma aplicação da dose de reforço nesta quinta-feira


source
Município do Rio retoma aplicação da dose de reforço nesta quinta-feira
Carlos Bassan/Fotos Públicas

Município do Rio retoma aplicação da dose de reforço nesta quinta-feira

O município do Rio retoma nesta quinta-feira (21) a aplicação da dose de reforço para idosos com 68 anos ou mais e para mulheres com idade de 67 anos. A vacinação com a terceira dose foi paralisada na última sexta-feira (15) devido ao atraso no cronograma de entrega de doses do imunizante Pfizer, distribuídas pelo Ministério da Saúde.

Nesta segunda-feira (18), o estado recebeu 304.200 doses de vacina da Pfizer e a cidade do Rio retirou os imunizantes na noite do mesmo dia. De acordo com o calendário alterado por conta da suspensão da dose de reforço, na sexta-feira (22) será a vez dos idosos de 67 anos ou mais, com repescagem para todo esse grupo no sábado (23).

Na segunda (25) e terça-feira (26) é a vez das mulheres e homens com 66 anos ou mais, respectivamente, com repescagem na quarta-feira (27). Na próxima quinta-feira (28), a terceira dose alcança as mulheres de 65 anos ou mais, vacinando os homens da mesma idade na sexta-feira (29). A repescagem para idosos com 65 anos ou mais ocorre sábado (30).

Até o final de outubro, todos os postos de vacinação do Rio estarão aplicando a primeira dose da vacina contra covid-19 em maiores de 12 anos que ainda não tenham se vacinado. O município também reduziu para 21 dias ou mais o intervalo para a segunda dose de Pfizer para pessoas com 40 anos ou mais que se vacinaram com esse imunizante na cidade.

Leia Também

De acordo com a atualização das 18h desta quarta-feira do Painel Rio COVID-19, o município já aplicou 507.650 doses de reforço. A primeira dose ou dose única contemplou 86,9% da população total carioca e a segunda ou única, 61,7%.

Além da cidade do Rio, os municípios de Niterói, São Gonçalo, Maricá, Itaboraí e Volta Redonda também retiraram suas doses de Pfizer nesta terça-feira (19). Nesta quarta-feira (20), a Coordenação Geral de Abastecimento (CGA) da Secretaria de Estado de Saúde (SES) distribui os imunizantes para os outros municípios do estado.

Nesta terça, a reportagem do Dia mostrou que alguns postos de saúde do Rio estavam sem vacinas para aplicar a segunda dose da AstraZeneca. Dessa forma, os cariocas tiveram que tomar a segunda dose com o imunizante da Pfizer, no caso de falta da vacina da AstraZeneca. Em nota, a SES informou que recebeu, na tarde desta quarta-feira, remessa de 220 mil doses da vacina AstraZeneca e que o município do Rio já retirou sua remessa. A distribuição para os demais municípios será realizada nesta sexta-feira.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou que entregou, nesta quarta, mais 2,1 milhões de doses de vacina contra a covid-19 ao Ministério Público. As doses da AstraZeneca são produzidas no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) da Fiocruz. A liberação acontece diretamente para o almoxarifado designado pelo Ministério, para distribuição aos estados. Com a entrega, a Fundação alcança a marca de 113,8 milhões de doses disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook