“Não dá de acreditar que roubaram R$ 100 milhões da saúde e o prefeito não saber de nada”, diz Dilemário

O vereador Dilemário Alencar (Podemos) disse nesta sexta-feira (30) que não ficou surpreso com a deflagração da Operação Curare pela Policia Federal que ocorreu na Secretaria Municipal de Saúde, visto que ele e outros vereadores da oposição vêm denunciando, desde 2018, ao Ministério Publico Federal e Estadual, indícios de irregularidades em contratações emergenciais para compras de remédios, insumos e serviços de leitos de UTI’s e outros equipamentos hospitalares. 

“Em junho de 2018, conseguimos instalar a CPI da Saúde na Câmara onde foram apontados fortes indícios de malversação nos recursos da saúde. O resultado da CPI foi encaminhado ao prefeito e a órgãos de fiscalização. No entanto, o prefeito não tomou nenhuma atitude para estancar a sangria dos cofres da saúde, pelo contrário, mesmo havendo prisão de secretário e afastamento de outro, ele nomeou o atual secretário que já era investigado pelo Ministério Público pela gestão temerária que fazia na Empresa Cuiabana de Saúde”, disse o vereador Dilemário.  

Para o parlamentar a conduta do prefeito está depondo contra ele, que ao invés de tomar uma atitude eficaz para dar fim a corrupção existente na saúde, continua com a mesma narrativa de que é o principal interessado nas investigações que vem ocorrendo na secretária de saúde.  

“Essa balela do prefeito não engana mais ninguém. Já foram três secretários nomeados por ele que foram afastados pela justiça devido a forte suspeita de ter cometido atos de corrupção. Como que roubam mais R$ 100 milhões da saúde e o prefeito diz que não sabe de nada? É por isso que a população está cada vez mais incrédula, dizendo que o prefeito está blindado, pois nada acontece com ele. No entanto, creio que as autoridades competentes estão agindo. A cada dia as investigações estão avançando e chegando perto do prefeito”, concluiu o vereador Dilemário Alencar.

Comentários Facebook