Natasha Slhessarenko visita municípios de Nova Brasilândia e Dom Aquino

Sob a liderança do vereador de sexto mandato, Eutímio Francisco Campos (PSB), mais de 30 pessoas receberam a médica e pré-candidata ao Senado Federal, Natasha Slhessarenko, na Câmara Municipal de Nova Brasilândia, nesta sexta-feira (24).

O encontro contou com a presença da cúpula do PSB do município, com a população, com o vice-prefeito Rosivan Campos, os secretários municipais de Governo, Educação, Assistência Social e Saúde, o presidente da Câmara, Nilton Mazochin (MDB) e os vereadores Flávio Rupiado (PT), Nardel Nascimento (PSB), Selma Santos (MDB), Rosimare Almeida (MDB). Também se fez presente o ex-vereador por três mandatos Ezio José Neto e o presidente do PSB no município, Edson Chapadão.

Natasha discutiu com os presentes principalmente sobre saúde e educação. Apontou a necessidade de um choque de gestão no Sistema Único de Saúde, sobremaneira depois do impacto causado pela pandemia de Covid-19, que paralisou as cirurgias eletivas. Mais de 1,6 milhão de procedimentos deixaram de ser feitos, como consultas, mamografias. A médica afirma que é preciso trazer mais transparência ao SUS e que hoje é possível acompanhar com clareza apenas as filas para transplante.

“Precisamos de extensão no horário de atendimento nos postos de saúde, por exemplo, para que a população possa se vacinar, de parcerias público-privadas decentes, de motivação aos servidores, de plano de cargos e carreiras, de um piso salarial. Como cidadã, tenho responsabilidade de me colocar para servir. Quero contribuir para ajudar as pessoas que mais precisam de políticas públicas”, destacou.

A pré-candidata ressaltou que mais da metade da população brasileira vive com menos de um salário mínimo e que os aumentos recorrentes no valor dos alimentos, na conta de energia elétrica e no gás de cozinha estão estrangulando a capacidade dessas pessoas se manterem dignamente.

Pontuou que de cada 100 crianças que ingressavam no ensino fundamental antes da pandemia, apenas 67 saiam e só 9 sabiam matemática. Isso sem contar os analfabetos funcionais, que não conseguem interpretar um texto de 10 linhas. Para a pré-candidata, o cenário piorou, uma vez que a pandemia forçou o fechamento das escolas e nem todos os alunos tiveram acesso ao ensino remoto.

Conforme o secretário de Educação de Nova Brasilândia, Junior Aparecido de Oliveira, 80% dos estudantes da cidade não tiveram acesso ao ensino remoto por não estarem conectados à internet.

“É preciso correr atrás de saúde e educação pública de qualidade para fazer a diferença na vida das pessoas. Se a gente não está feliz com a política que está aí, precisamos mudar e não dá para fazer isso votando sempre nos mesmos nomes”, asseverou Natasha.

No município a pré-candidata teve a oportunidade de conhecer a escola estadual Padre José Maria Sacramento, a única gerida pelo governo de Mato Grosso em Nova Brasilândia e também a estrutura de saúde existente na cidade.

Dom Aquino

Na noite de sexta-feira, Natasha participou de uma reunião na cidade de Dom Aquino. O encontro com partidários foi organizado pela presidente do diretório municipal do PSB, a vereadora Natália Lopes, juntamente com o ex-prefeito Josair Lopes.

“O partido PSB tem uma grande honra em ter um nome como o da Doutora Natasha nesta pré-campanha para concorrer ao Senado. Uma mãe, médica, professora, empresária, tudo que te qualifica positivamente. Sabemos que se esse projeto chegar ao Congresso, você vai fazer uma grande diferença para o nosso Estado, exatamente pela sua sensibilidade, que vai ao encontro da visão humanizada do PSB”, disse a vereadora Natália.

Também participaram da reunião a prefeita de Jaciara, Andreia Wagner, o vereador Sidney Motorista, a ex-senadora Serys Slhessarenko, o ex-prefeito de Dom Aquino, Josair Lopes e demais lideranças locais do PSB.

Comentários Facebook