Nova exposição propõe compor sensações com interação de obras de diferentes artistas

“Os espaços para a arte devem ser ocupados com arte”. É dessa maneira que Marcelo Velasco, curador da próxima exposição na Galeria de Artes Lava Pés, destaca a função do espaço como meio de exibição e de reconhecimento de obras de artistas visuais do Estado. A exposição intitulada Sen[s]ação será lançada nesta quinta-feira (15.08), às 19h30, na Galeria localizada no piso térreo do prédio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) e segue aberta até dia 15 de outubro, de segunda-feira à sexta-feira, com entrada franca.

Com obras dos artistas Gonçalo Arruda, Junne Fontenelle, Marcelo Velasco, Miguel Penha e Vitória Basaia, a mostra coletiva reúne trabalhos artísticos que, apesar de em princípio não terem relação uns com os outros, compõem uma história, uma sensação ao espectador, ao serem dispostas de forma integrada.

“É uma ação em que trabalhos individuais podem interagir entre si principalmente pela disparidade. Atualmente a obra pode ser percebida, e ganha existência, por meio do espectador”, explica Marcelo Velasco. 

Nas telas de Gonçalo Arruda, o público conhecerá o mundo fantástico e surrealista do artista plástico que começou sua carreira ainda criança inspirado em Adir Sodré e depois foi criando seu próprio estilo de pintura.

Seguindo os preceitos do movimento realista, Junne Fontenele oferece ao espectador a visão de esculturas com representações do cotidiano, contendo temáticas sociais, de sentimento e de regionalismo. Suas esculturas são em cerâmica envelhecida, peças únicas esculpidas e modeladas manualmente, queimadas a uma temperatura de 950 a 1 mil graus.  

O premiado Miguel Penha apresentará telas em que a paisagem recebe um tratamento espacial com a amplitude provocando uma expansão da realidade e com volumetria do segundo plano. O artista cuiabano percorreu vários recônditos da paisagem – natural ou construída – do Brasil, selecionando cenas para criar seu próprio repertório. 

Já a artista plástica Vitória Basaia traz para a exposição obras produzidas com muita criatividade a partir do lixo. Os objetos ressignificados à exaustão são frutos de materiais descartados transformados em obras de arte pela renomada artista. Criando seus próprios suportes, Vitória também apresenta ao público figuras de formas enigmáticas representando religiosidade e a celebração da mulher.  

Telas do artista Marcelo Velasco completam a mostra coletiva com composições contendo elementos da cultura regional, detalhes arquitetônicos e mobiliários. 

Sen[s]ação é a segunda exposição coletiva exibida na Galeria Lava Pés neste ano. “Entre Formas e Cores” abriu a temporada 2019, iniciando o ciclo de exposições no espaço com obras de outros seis grandes pintores e escultores da nova e de outras gerações de artistas mato-grossenses.

Para Marcelo Velasco, a mostra da produção de artistas ratifica a cultura como provocadora de sensações mesmo diante da atual conjuntura. “A Cultura também é resistência. Para quem pensa que os artistas estão sem ação, eis uma provocação ainda que suave”, conclui.

Serviço

Lançamento da Exposição “Sensação”

Data: 15 de agosto 

Horário: 19h30

Local:  Galeria de Artes Lava Pés, localizada na Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), na Avenida José Monteiro de Figueiredo (Lava Pés) nº 510, bairro Duque de Caxias, em Cuiabá

Outras informações: (65) 3613-0232

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook