Cai em Londrina avião que partiu de Várzea Grande na noite deste domingo

Folha de Londrina

Oito pessoas morreram com a queda de uma aeronave que decolou de Cuiabá (MT) com destino a Londrina (PR). O acidente ocorreu por volta das 21h deste domingo (31). Segundo informações do site Folha de Londrina, o avião atingiu o barracão da Transportadora Excellence, em Cambé, município da região metropolitana, a poucos metros de um posto de combustível.

Duas crianças e uma adolescente estavam dentro do avião. Maria Cândida Costa Viana, de 15 anos, Maria Clara Costa Viana, de 7, e Miguel Viana Barion, de 9, seriam filhas e neto de Mauri Viana, que foi candidato a senador no Paraná em 2014 e presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores Celetistas nas Cooperativas no Brasil (Fenatracoop).

Além delas, a ex-esposa do político, Marilene Ribeiro, o irmão e a cunhada dela, identificados como Cleuza e Geocemir Ribeiro dos Santos, bem como o piloto Antônio Viçoti e o co-piloto Henrique Cardoso, morreram no acidente.

Os passageiros tinham decolado de Cuiabá, no Mato Grosso, e seguiam para Londrina quando uma pane no motor teria provocado a queda. O avião explodiu, caindo sobre um barracão, e provocando um incêndio de grandes proporções. De acordo com o Corpo de Bombeiros, foram necessários cinco mil litros de água para conter as chamas.

A família retornava de uma festa de casamento e se dividiu em duas aeronaves. Um deles, em que estavam Viana, a esposa, a filha e o genro, seguiu com destino a Caldas Novas, em Goiás. O outro veio para Londrina.

Em princípio o Corpo de Bombeiros acredita que não havia ninguém no barracão. Um dos dois caminhões que estavam na área interna foi completamente danificado. “Só conseguimos ver os restos da fuselagem”, disse um dos bombeiros.

O local foi isolado e moradores dos bairros vizinhos ficaram sem energia elétrica por pelo menos duas horas. “Escutei o barulho do motor do avião e me assustei. Percebi que ele estava voando muito baixo. Quando olhei para cá já tinha subido uma bola de fogo”, contou Adalberto Ciconato à reportagem da Folha de Londrina. Ele mora no Conjunto Avelino Vieira, bairro próximo ao local do acidente.

Segundo fiéis que estavam na igreja que fica ao lado da transportadora, o avião bimotor deu uma volta por cima das casas antes de cair. Segundo testemunhas, a aeronave caiu com as asas em chamas, desviou de uma casa de dois andares e tentou pousar no terreno, atingiu a fiação elétrica e colidiu contra a empresa de transportes.

O porteiro Rui de Oliveira, de 54 anos, afirmou que a aeronave abriu um buraco de 15 metros. “Nós arrebentamos o portão que fechava o terreno vizinho para tentar salvar alguém. Chegamos quando o rabo da aeronave ainda estava no teto do barracão, mas um minuto depois começou a explodir e não teve mais jeito. O fogo tomou conta do barracão muito rápido. Depois chegaram umas quatro ou cinco pessoas, mas infelizmente não dava para fazer mais nada”, descreveu.

O acidente mobilizou equipes do Corpo de Bombeiros de Cambé e Londrina, além das polícias Militar e Civil.

Comentários Facebook