Paulo Araújo quer garantir assistentes sociais nas unidades de ensino de MT


Foto: Marcos Lopes

As redes educacionais do Estado de Mato Grosso poderão contar com o programa de inserção do assistente social nas unidades escolares. A determinação está prevista no projeto de lei n° 1014/20, apresentada pelo deputado estadual Paulo Araújo (Progressistas), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

De acordo o 2° e 3° artigo do projeto de lei, os assistentes sociais atuarão na melhoria da qualidade do processo de ensino-aprendizagem, com a participação da comunidade escolar, atuando na mediação das relações sociais e institucionais; e o dimensionamento da rede escolar será realizado pelo poder executivo em consonância com a Secretaria Estadual de Saúde e de Educação.

Na justifica do projeto, Paulo Araújo diz ainda que os desafios e o trabalho de um educador e de um assistente social dentro do ambiente escolar não são os mesmos. Contudo, eles se complementam. “Quando os problemas sociais impactam o rendimento do aluno, o professor acaba recorrendo ao profissional de serviço social. Por isso, o papel do assistente social na escola é promover ações que contribuam para que a educação se torne uma pratica de inclusão social, de emancipação dos jovens e de formação da cidadania”, defendeu o parlamentar.

Paulo Araújo salienta que “promover a inserção do assiste social na rede educacional é de suma importância, destacando as contribuições no desenvolvimento, na aprendizagem e no enfrentamento às questões e desafios do cotidiano escolar, em uma sociedade marcada profundamente pela desigualdade”, concluiu o progressistas.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook