PF participa de ação conjunta com a PCDF

Brasília/DF – A Polícia Federal, em apoio à Polícia Civil do Distrito Federal – PCDF, participou da deflagração nesta quinta-feira (19/5) da Operação Payback, para investigar suspeitos que realizavam transações bancárias fraudulentas. O trabalho contou ainda com o Ministério Público do Distrito Federal – MPDFT.

Estão sendo cumpridos 50 mandados judiciais, sendo 29 mandados de busca e apreensão e 21 mandados de prisão temporária. Os endereços dos mandados estão localizados em várias regiões administrativas do DF. O valor total da fraude está em aproximadamente R$ 2.6 milhões apenas no Distrito Federal.

Segundo apurou-se, a fraude investigada foi implementada a partir da manipulação do aplicativo “Internet Mobile” da instituição financeira que, durante certo período de tempo, estava maculado por um bug (erro), que permitia que o cancelamento de uma operação de um simples agendamento de Pix retornasse ao cliente um crédito de valor idêntico na mesma conta utilizada para a realização da operação.

O referido erro permitiu, portanto, que, a partir do download do aplicativo “Internet Mobile Banking”, clientes daquela instituição financeira com acesso cadastrado realizassem operações de agendamento de transferências e cancelamento. Depois de creditados, os valores eram transferidos para contas diversas ou utilizados para pagamento de boletos e em compras diversas.

Note-se que, visando à racionalização da investigação, foram instaurados procedimentos policiais próprios para fins de identificar os beneficiários das principais operações fraudulentas apontadas pela vítima, individualizando-se, por conseguinte, as respectivas condutas, que nesta fase inicial indicam a prática do crime de furto mediante fraude eletrônica, com pena de 4 a 8 anos e, possivelmente, de associação criminosa, com pena de 1 a 3 anos.

A operação foi coordenada pela Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos – DRCC e ocorreu no âmbito do Projeto Tentáculos, capitaneado pela Polícia Federal e que possui como um de seus pilares a integração e esforços operacionais com as Polícias Civis e a FEBRABAN, buscando o aprimoramento constante no enfrentamento às fraudes bancarias.

O nome da operação “Payback” faz referência à tradução da palavra inglesa retorno e, dentro do universo dos negócios, designa um cálculo para que o investimento inicial seja recuperado.

Comentários Facebook