Pleno aprova Moção de Pesar pelo falecimento de Dom Bonifácio e Braulina Morbeck


O Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) aprovou, na sessão ordinária remota desta terça-feira (1º), Moções de Pesar pelo falecimento do Arcebispo Emérito da Arquidiocese de Cuiabá, Dom Bonifácio Piccinini, e da professora doutora Braulina Silva Morbeck.

Proposta pela Presidência da Corte de Contas, a Moção de Pesar pelo falecimento do Arcebispo Emérito ressaltou sua trajetória como líder religioso, sua dedicação como missionário, a estima da comunidade cuiabana e consternação com a notícia de sua morte.

“A presente moção tem a finalidade de prestar merecida homenagem a memória desse líder carismático, fervoroso, que como verdadeiro apóstolo, dedicou sua vida aos irmãos em Cristo, deixando-nos a certeza de que homens íntegros e devotados não morrem, perpetuando-se no exemplo e nos ideais que deixam semeados ao longo de suas vidas”, destacou o presidente, conselheiro Guilherme Antonio Maluf, ao propor a Moção.

Já a Moção de Pesar pelo falecimento da professora doutora Braulina Morbeck foi proposta pelo conselheiro Valter Albano, que foi seu aluno em Barra do Garças. Braulina Morbeck foi professora, diretora de escola e uma das pioneiras da unidade da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em Pontal do Araguaia.

“A professora foi um exemplo de ser humano e um exemplo maior ainda de profissional, como professora na educação básica, profissional do Direito e professora da educação superior. Rendo minhas homenagens a sua história, que deve ser seguida por todos que a conheceram e por todas aquelas pessoas que possam estudar a sua vida”, declarou o conselheiro ao propor a Moção. Ambas foram aprovadas por unanimidade.

 

Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook