Polícia Civil de Rondonópolis identifica quadrilha de Cuiabá que agia na cidade

Intensificando elucidações de crimes de roubo no município de Rondonópolis (212 km ao Sul), a Polícia Judiciária Civil efetuou a prisão de uma mulher na manhã desta terça-feira (23.08). A ação apreendeu ainda duas armas de fogo, recuperou um veículo e vários aparelhos celulares, recém roubados de um estabelecimento comercial.

No trabalho, desenvolvido pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), com apoio da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) de Rondonópolis, a jovem Caroline da Silva Ribeiro, 26, foi autuada em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo, receptação e associação criminosa.

Durante investigação, a Polícia Civil identificou uma quadrilha de Cuiabá, especializada em roubos, e que se desloca para o município de Rondonópolis com o objetivo de realizar ações criminosas. Por serem desconhecidos na cidade, os suspeitos roubavam sem preocupação em esconder os rostos.

Um dos crimes praticados pelo grupo ocorreu no sábado (20.08). Quatro homens fortemente armados renderam um motorista, e mediante ameaça subtraíram um veículo Gol de cor preta.

Na segunda-feira (21.08), outro roubo foi registrado no centro de Rondonópolis. Na ocasião, quatro homens armados e com as mesmas características, assaltaram uma loja de celulares e levaramos cerca de 37 aparelhos novos.

Em levantamento, os policiais civis identificaram que as ações estavam sendo comandadas pelo reeducando Joakson da Silva Santos, conhecido como “Jo Branco”.

Atualmente Joakson está cumprindo pena por roubo, e mesmo recolhido articula os assaltos, passando informações aos comparsas de Cuiabá que se deslocam para praticar os crimes em outras cidades, e depois retornam para Capital.   

Nas investigações da DERF, em conjunto com a DHPP, a irmã de Joakson, Caroline da Silva Ribeiro, foi descoberta por dar apoio logístico aos suspeitos, disponibilizando sua casa para guardar armas, produtos de origens ilícitas, e hospedagem dos investigados.

Na residência da irmã do presidiário, no bairro Cidade de Deus, os policiais civis conseguiram localizar o automóvel Gol, roubado no sábado, apreender 10 aparelhos celulares subtraídos da loja no dia anterior, além de encontrar duas armas de fogo e cerca de 20 caixas dos telefones roubados.

Conforme informação, parte dos aparelhos celulares foi levada para ser vendida em Cuiabá. A outra parte da mercadoria seria comercializada em Rondonópolis.

Diante do flagrante, Caroline foi conduzida a DERF e autuada por posse ilegal de arma de fogo, receptação e associação criminosa. O seu irmão, Joakson também foi interrogado, e vai responder a inquérito policial.

As investigações continuam para prender outros suspeitos de integrarem a organização criminosa.

Comentários Facebook