Policiais civis concluem 1º Estágio de Operador do Garra em Cuiabá

Com foco no preparo físico, psicológico e técnico, 10 policiais concluíram o 1º Estágio de Operador do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) de Cuiabá, no final de semana. Os treinamentos intensos foram realizados pela Gerência de Operações Especiais (GOE), da Polícia Judiciária Civil (PJC), e ofereceu qualificação no pronto emprego às ocorrências urgentes na Capital e Várzea Grande.

O delegado de polícia, Ramiro Mathias Queiroz, explica que esta equipe do Garra vai atuar na região metropolitana, no primeiro atendimento de ocorrências, inicialmente de forma integrada com os policiais da GOE, em equipes mistas.

Curso intenso

A exaustão física, treinamentos constantes e poucas horas de sono foram dificuldades enfrentadas pelos profissionais que participaram do estágio ao longo da semana passada. As adversidades são utilizadas como meio de prepará-los para alguns dos contratempos no cotidiano no pronto emprego da unidade de cunho operacional.

“O intuito foi capacitar os novos policiais e nivelar os que já atuavam na GOE. Foi uma semana intensa de treinamento que incluiu técnicas de abordagem, tiros e munição (de diferentes tipos e calibres), entrada tática em ambientes confinados, gerenciamento de crise, sobrevivência policial individual, entre outras disciplinas. As aulas iniciavam às 6h da manhã e prosseguiram durante a madrugada”, conta Ramiro Mathias.

O encerramento do curso ocorreu no sábado (27.08), com a entrega dos certificados de conclusão do estágio de 60 horas aos policiais civis pela Diretora de Atividades Especiais da Polícia Civil, Maria Alice Barros Amorim.

Outras unidades

O processo de implantação do Garra vai se expandir para regionais do interior do estado, inicialmente para as cidades de Alta Floresta (onde o treinamento já foi realizado), Sinop, Rondonópolis e Barra do Garças.

Comentários Facebook