Policiais visitam escolas de VG para levar proteção e lições de vida

Ronda Escolar do 25º BPM, em Várzea Grande – Foto por: Lenine Martins/Sesp-MT

Ronda Escolar do 25º BPM, em Várzea Grande

Gustavo Henrique Luz de Azevedo tinha nove anos quando foi vítima de um assalto. À ocasião, policiais militares passavam pelo local e conseguiram prender os bandidos.

Cinco anos se passaram, e o adolescente, agora com 14 anos, teve a oportunidade de um novo contato com a Polícia Militar. Desta vez, para conhecer outro tipo de atividade policial: o trabalho preventivo.

Gustavo é aluno da Escola Estadual Honório Rodrigues de Amorim, que fica no bairro Dom Orlando Chaves, em Várzea Grande.  A unidade escolar recebeu, na terça-feira (23.08), palestra e atividades interativas do projeto Ronda Escolar.

Militares do 25º Batalhão de Polícia Militar passaram aos estudantes do 8º e 1º ano orientações sobre respeito, cidadania, disciplina, além de instruções de ordem unida.  

“É a primeira vez que participo de uma palestra com policiais e gostei muito. Foi bem explicativa. Agora sei o que é ser um cidadão correto e exemplar”, disse Gustavo.

O estudante diz acreditar que tais atividades fossem levadas a todas as escolas, os jovens iriam mudar seus conceitos sobre a polícia.

“Pensamos no policial como alguém que prende e bate em todo mundo. Mas são pessoas que nos ajudam, nos protegem. E isso eu tenho em mente desde quando salvaram minha vida no assalto. Desde então, fiquei muito agradecido e passei a admirar bastante a polícia”, declarou Gustavo.  

Professora de ciências da unidade escolar, Jéssica Arruda Said acompanhou todas as atividades desenvolvidas pelos policiais durante a tarde e ressaltou a importância da iniciativa.

“É a primeira vez que assisto a uma ação como essa, e achei de extrema importância. Espero que ocorra mais vezes nas escolas, pois hoje sofremos muito com a indisciplina dos alunos em relação aos professores e funcionários”, disse.

Em outro ponto de Várzea Grande, no bairro Parque do Lago, estudantes da Escola Estadual Dunga Rodrigues também foram contemplados com ações do projeto Ronda Escolar.

O coordenador pedagógico da unidade, Odemilson Manuel de Almeida, disse que o projeto atende as necessidades da escola.

“Nossa unidade é bem ampla em espaço físico, e localizada em meio a uma comunidade bem carente. Sofremos com problemas relacionados às drogas. E, pelo projeto, os policiais fazem a ronda no entorno da escola, e entram na unidade para prestar orientações de prevenção às drogas, de comportamento e cidadania”, declarou Odemilson.

Antes do início das ações da polícia, lembra o coordenador, os alunos eram bem mais agitados. “Hoje, poucos estudantes ficam fora das salas em horário de aula. Além disso, eles se sentem mais protegidos e os criminosos acabam ficando mais receosos de estarem no entorno da escola”, disse.

A Escola Estadual Domingos Sávio Brandão de Lima recebeu o projeto pela primeira vez, nesta quarta-feira (24.08). Segundo a gestora da unidade, Fany Heloísa Costa, a ação do 25º BPM auxilia o trabalho de prevenção à violência no entorno da escola.

“É a primeira vez que a unidade recebe a palestra, e achamos isso muito importante, pois complementa o que estamos trabalhando, que é a socialização para formar cidadãos conscientes, críticos, honestos, que colaboram para uma sociedade em harmonia”, afirmou a gestora.

O projeto também já passou pela Escola Estadual José Leite de Moraes, em Várzea Grande. O coordenador pedagógico, Jarbas Santiago, disse que é notória a diferença no comportamento dos alunos, dentro e fora da sala de aula.

“As turmas que receberam as palestras tiveram um relacionamento entre aluno e professor substancialmente melhorado. A unidade escolar estava sofrendo assaltos constantes, inclusive com criminosos que encostavam no portão da escola para subtrair os aparelhos celulares dos alunos. E este ano, depois das visitas e presença dos policiais, não tivemos mais nenhum caso relatado nesse sentido”, declarou Jarbas.  

O PROJETO

O projeto Ronda Escolar está em funcionamento há cerca de um ano e meio e é desenvolvido por militares do 25º Batalhão de Polícia Militar de Várzea Grande.

A ação foi pensada como uma maneira de aproximar o público infanto-juvenil da polícia e evitar que crianças e adolescentes sigam o caminho do crime.

Com apoio de uma viatura, os policiais fazem rondas no entorno das 26 escolas públicas, municipal e estadual, da área de atendimento do batalhão.

“É um serviço preventivo para que os alunos possam retornar aos seus lares com segurança e evitar que aconteçam roubos e furtos”, disse o responsável pelo projeto Ronda Escolar, 3º Sargento PM Júlio Cezar dos Santos Jorge.

Além das rondas, os militares ministram palestras aos estudantes em sala de aula. “Fazemos a ronda no entorno e também entramos na escola para conversar com alunos, professores e diretores, para saber se a unidade possui algum problema relacionado à segurança pública e passamos orientações”, explicou. 

Comentários Facebook