Prefeito lamenta morte do artista plástico Adir Sodré


.

É com extremo pesar que o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, recebeu a notícia da morte do artista plástico mato-grossense Adir Sodré. O pintor e desenhista faleceu na tarde desta segunda-feira (10), em sua própria residência, na Capital. Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), ele teve um infarto no local. 

Adir Sodré foi um dos parceiros da Prefeitura de Cuiabá no projeto Cidade Viva, que possibilitou que o cinza do concreto armado de várias estruturas fosse transformado em um colorido que representa o povo cuiabano. O viaduto do Despraiado, por exemplo, foi um dos locais que recebeu o toque inspirado de Sodré.

“Infelizmente, perdemos um dos maiores nomes na nossa arte. Adir sempre demonstrou todo seu orgulho por Cuiabá em suas obra. Por meio de suas pinturas, Cuiabá foi transportada para outras cidades, estados e países. Além de um grande artista era uma pessoa muito querida. Nesse momento de dor, nosso desejo é de que o Senhor conforte os familiares, amigos e admiradores”, lamentou o prefeito. 

Adir Sodré de Souza nasceu em Rondonópolis-MT, em 1962, e mudou-se para Cuiabá logo aos 15 anos de idade. O artista frequentou o ateliê livre da Fundação Cultura na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), onde foi orientado por Humberto Spíndola e Dalva Maria de Barros. Sodré é considerado um dos maiores expoentes das artes visuais de Mato Grosso. 

Em Cuiabá, sua marca é encontrada em diferentes pontos da cidade. Com uma irreverência inconfundível, suas obras registram todo o regionalismo da tricentenária Capital. Também abordou em sua trajetória a sexualidade e uma temática de protesto com obras ligadas aos povos indígenas e a invasão causada pelo turismo em determinadas regiões do Brasil. 

O secretário municipal de Cultura, Francisco Vuolo, também lamentou a morte do artista. “Com imenso pesar recebo a notícia do falecimento de Adir Sodré, um das maiores referências da cultura em nossa história. A sua arte sempre será lembrada e que sua irreverência seja sinônimo de carinho, alegria e respeito para a inspiração da boa arte para as futuras gerações. Meus profundos sentimentos à todos familiares do nosso querido Adir ”, disse. 

Comentários Facebook