Prestes a serem despejados, moradores do Jardim Humaitá pedem ajuda de vereadores

O vereador Toninho de Souza (PSD) participou na tarde desta quinta-feira (22) de uma reunião com os moradores do bairro Jardim Humaitá na Capital, que foram até a Câmara Municipal de Cuiabá para pedir ajuda dos vereadores. Cerca de 600 famílias estão na iminência de um despejo e pedem que os vereadores ajudem a cobrar a desapropriação do local, que é um terreno privado.
Durante a reunião os moradores explicaram aos vereadores e também aos secretários de Habitação e Regularização Fundiária de Cuiabá Air Praeiro e o secretário-adjunto de Governo de Cuiabá, Lincoln Sardinha, a situação e a preocupação que elas estão passando, visto que existe o prazo de 30 dias para que estas famílias deixem a área.
O objetivo da reunião que contou com a participação dos vereadores Wilson Kero Kero (PSL) que intermediou o encontro, Zidiel Coutinho (PV) e o presidente da Câmara Misael Galvão (PSB) é buscar uma solução junto ao executivo para que estas famílias que residem no local há mais de 7 anos não sejam retiradas da área.
O secretário Air Praeiro explicou que será necessário levar ao conhecimento do Prefeito Emanuel Pinheiro a situação. “Existem meios para buscar a solução, mas precisamos levar toda a demanda ao conhecimento do Prefeito Emanuel Pinheiro. Vamos agendar uma reunião já no início da próxima semana com representantes destas famílias e o Prefeito para buscarmos um encaminhamento que possa solucionar esse impasse”, disse.
O vereador Toninho de Souza que já teve em suas mãos causas como esta e conhece os encaminhamentos espera que o município faça a desapropriação social e mantenha as famílias na área. “O Jardim Humaitá é um bairro estabelecido, esse é um direito garantido dessas famílias e cabe ao Prefeito Emanuel Pinheiro, que conhece esta situação, tomar uma decisão política e prática, que é desapropriar aquela área de 9 hectares por interesse social e fazer com que essas famílias permaneçam ali, nós esperamos que esta seja a posição do Prefeito, a Câmara Municipal vai intermediar essa situação”, explicou.
O parlamentar lembrou ainda que espera que na próxima semana o Prefeito Emanuel Pinheiro receba a comissão de moradores e os vereadores para que uma decisão seja tomada. “Espero que o Prefeito possa pagar a indenização dessa área e permitir que essas famílias permaneçam no local. O que não pode é jogá-las ao léu, elas estão com residências estabelecidas, não podem ficar na rua, são idosos, crianças, pessoas com deficiência que ficarão sem moradia. Por isso que elas acreditam na Câmara Municipal de Cuiabá, na figura do Prefeito Emanuel Pinheiro, que como deputado Estadual, esteve ao lado destas famílias e agora como Prefeito esperamos que ele assine esse decreto e faça a desapropriação”, finalizou.

Verônica Rakel | Assessoria Vereador Toninho de Souza

Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

Fonte: Câmara de Cuiabá
Comentários Facebook