Projeto Reforço Escolar, no bairro Serra Dourada, recebe Dia das Crianças

Foto: Karen Malagoli

Foto: Karen Malagoli

Se todo pequenino merece comemorar o Dia das Crianças, aquelas que melhoram o desempenho na escola merecem uma festa! E a Assembleia Social (antiga Sala da Mulher) promoveu uma para os alunos do Projeto Reforço Escolar, do bairro Serra Dourada (periferia de Cuiabá), nessa quinta-feira (10), com direito a cachorro-quente, pipoca, bolo, refrigerante, presente e brincadeiras!

Era balão para todo lado, só não podia deixar cair no chão! Depois de jogar as bolas coloridas para cima, agachados, estourar na barriga do amiguinho, é hora de entrar na fila para ganhar brinquedo.

As crianças do bairro Serra Dourada, com idades entre 06 e 12 anos, participam desde o primeiro semestre deste ano de aulas de reforço com a professora Gracieli de Amorim Romão, parceira da Assembleia Social, em atendimento à demanda da associação da comunidade. “A gente pediu para uma criança ler e ela falou que não sabia. Isso nos comoveu bastante e a gente foi atrás de parceiros para hoje ouvir das mães ‘muito obrigada’, porque o filho desenvolveu muito bem na escola”, conta a presidente da entidade, Nilda Lopes da Costa, agradecendo o acolhimento do braço social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

A comemoração do Dia das Crianças marcou também o encerramento das aulas nessa comunidade. “A gente acolheu essa demanda, por acreditar em um projeto que pode impactar positivamente a vida das crianças, de forma lúdica, de forma criativa e diferenciada. A gente conversa com as mães, que falam ‘nossa, meu filho não conseguia ler e hoje ele lê’ e isso nos deixa muito felizes!”, exalta Daniella Paula Oliveira, diretora da Assembleia Social.

Dani Paula aproveitou a oportunidade para anunciar que a próxima comunidade a ser atendida com a oferta de Reforço Escolar será o bairro Jardim Florianópolis, também em Cuiabá. “A professora vai para uma comunidade perto do lixão de Cuiabá… nosso coração está repleto de alegria!”, exclama.

Os pequenos declararam gostar muito dos meses de aulas e, claro, do dia de festa. Matheus Xavier, que está no 5º ano do Ensino Fundamental, narrou: “aqui eu posso estudar, posso encontrar meus amigos e posso brincar também”.

Letícia Silva de Siqueira é mãe de um dos alunos e agradece o resultado do projeto na comunidade: “Ele melhorou das notas, ele lê melhor, ele escreve melhor, melhorou até na caligrafia”, comemora.

Comentários Facebook