Reforma do ginásio poliesportivo Fiotão começa na quarta-feira

A Gazeta

Após dez meses da Prefeitura de Várzea Grande anunciar a reforma e ampliação do ginásio poliesportivo Júlio Domingos de Campos, o “Fiotão”, obra será iniciada na próxima quarta-feira (31), e está orçada em R$ 5,5 milhões. A empresa vencedora do processo licitatório que ficará responsável pela reforma do ginásio é a Construtora Lotufo Engenharia e Construções.

Tomado pelo mato, lixo, com parte de sua cobertura danificada, com as paredes pichadas e servindo de abrigo para mendigos e usuários de drogas, o Fiotão se tornou palco de diversos crimes desde que foi completamente abandonado pelo Executivo da Cidade Industrial. Em junho deste ano, por exemplo, dois corpos foram localizados no local, sendo que o primeiro, um homem de 40 anos natural de Cáceres, foi encontrado em uma fossa que fica no entorno do ginásio e o segundo, uma mulher vítima de espancamento, debaixo das arquibancadas.

A Concorrência Pública 04/2016 foi aberta pelo Município, com o objetivo de reformar o local e torná-lo novamente um espaço de lazer e promoção do esporte para a comunidade local. Segundo o secretário de Obras, Luiz Celso Morais de Oliveira, o processo licitatório ocorreu de forma transparente e dentro do tempo planejado. “Tivemos duas empresas concorrendo e venceu a que apresentou a melhor proposta. A obra será de primeira qualidade, tudo feito da melhor forma possível para atender a sociedade varzeagrandense. Além de contemplar a parte já existente, também inclui uma ampliação”.

Consta no Ato da Concorrência Pública que a Lotufo Engenharia terá que adequar as dimensões da quadra, as dimensões oficiais do ginásio, com aumento da capacidade de torcedores e a inclusão de novos espaços para múltiplas atividades, como administrativas, cursos diversos, danças folclóricas, exposições de artesanatos local, e um pequeno palco para apresentações artísticas diversas, aumentando sua área construída para um total de 3.135,92 metros quadrados.

O custo total previsto para a execução da obra, R$ 2,2 milhões são de emendas destinadas pelo deputado estadual, Gilmar Fabris (PSD), e R$ 3,3 milhões, referem-se a recursos próprios da Prefeitura de Várzea Grande. Os recursos para pagamento do serviço serão disponibilizados da dotação orçamentária do exercício de 2016, da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer.

Comentários Facebook