Rita Cadillac fala sobre auxílio emergencial: “Meu direito”


source
Rita Cadillac
Reprodução/Instagram

Rita Cadillac


Nesta sexta-feira (8),  Rita Cadillac foi a convidada para participar da live do iG, no Instagram. Na conversa exclusiva com o portal, ela falou sobre como está sua quarentena e sobre problemas financeiros. Segundo ela, como uma pessoa comum que é, também passa por dificuldades, mas todo o sensacionalismo que a mídia faz em cima disso é exagerado. 

Sobre ter pedido o auxilio emergencial , ela disse: “A Rita Cadillac, no dia 12 de março, deitou pra dormir e não acordou até agora. Ela virou uma Bela Adormecida. A Rita de Cássia, cidadã, é que foi pedir o auxílio. Que paga todos os impostos e que teve direito”. Ela ainda disse que as pessoas não têm noção de que existem artistas que não são milionários. “A Rita Cadillac não é uma artista que ganha milhões, trabalha muito, mas não ganha milhões. Sou uma pessoa normal, que rala pra caramba, pra pagar o aluguel, para pagar suas contas em dia. Mas, nestes dias de pandemia, em que não estamos trabalhando, fica muito difícil”.

Para ajudar nos custos em meio à pandemia, Rita decidiu, junto com seu assessor, vender seus serviços, só que recebendo antecipadamente. Muitos, erroneamente, chamaram o que a artista estava fazendo de vaquinha. Mas ela foi enfática. “Não é vaquinha. É uma plataforma que o Roberto Rodrigues, meu assessor, que me disse que podíamos vender meus shows antecipadamente (…) Eu estava vendendo alguma coisa para receber antecipadamente. Mas as pessoas levaram para um outro lado”, explicou ela, dizendo que não se trata de contar com a caridade dos outros, mas sim de uma prestação de serviço. Apesar de o projeto estar dando certo, depois de tantas críticas, Rita tirou a plataforma do ar. Lá, ela inclusive oferecia um jantar em sua própria casa, já que ela adora cozinhar.

Rita Cadliac
Divulgação

Rita Cadilac diz que não fez vaquinha solidária


Por fim, Rita esclarece que não está acabada e na miséria como muitos sites noticiaram. “Não estou passando necessidade, estavamos tentando fazer alguma coisa que antecipasse a grana. Mas as pessoas falaram tanta besteira, botaram uma foto minha, que eu estava em um programa da Luciana Gimenez, que eu estava toda produzida, bela, linda, e puseram outra foto minha, da época da ‘Fazenda’, em que eu estava chorando. Então quer dizer, agora, no momento, estou chorando, acabada? Não, não tô não, estou alegre. Estou triste só porque não estou podendo trabalhar, coisa que sempre fiz em 47 anos”, completa a ex-chacrete. 


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook