Salão de Frankfurt mostra que os elétricos chegaram de vez

O Salão de Frankfurt sempre foi conhecido como um dos maiores eventos do gênero no mundo. Porém, acabou perdendo um pouco o brilho com a queda da importância das exposições do gênero dentro da estratégia das fabricantes. Mesmo assim, na edição de 2019 deixa claro que a era da eletrificação veio para ficar.

LEIA MAIS: Confira a página especial dedicada ao Salão de Frankfurt 2019

Um dos modelos elétricos mais importantes mostrados no Salão de Frankfurt é o Volkswagen ID.3, considerado o herdeiro do Fusca. Entre outros motivos, porque estamos falando do primeiro carro de uma nova família de modelos que ficará conhecida como um marco na história da fabricante alemã depois do chamado “dieselgate”.

Com motor elétrico montado na traseira e preço que deverá ficar em torno de 39 mil euros na versao básica, o novo VW ID.3 vai dar origem a um SUV elétrico que tem boas chances de vir a ser vendido no Brasil, onde o primeiro sinal da eletrificação da fabricante será a chegada do Golf GTE híbrido, em novembro.

Ainda entre os compactos, a Mini mostra o hatch totalmente elétrico, com o mesmo conjunto co BMW i3, capaz de atingir 150 km/h e com autonomia em torno de 270 km, o Mini E ainda é um primeiro passo que será aprofeiçoado ao longo do tempo, uma vez que alguns concorrentes já chegam com mais capacidade de rodar sem precisar de recarga, como o próprio ID.3, cuja versão mais sofisticada por andar 550 quilômetros até precisar ser plugado na tomada.

LEIA MAIS: VW revela fotos oficiais do novo elétrico ID.3

Nora era no Salão de Frankfurt 2019 

Lamborghini Sian verde arrow-options
Newspress

Salão de Frankfurt 2019 foi o palco escolhido pela Lamborghini para mostrar o primeiro supecarro híbrido da marca

Saindo do campo dos modelos pequenos e indo para os supercarros, uma das poucas surpresas do Salão de Frankfurt fica por conta do Lamborghini Sian, o primeiro superesportivo híbrido da marca, que também deu o braço a torcer quando o assunto é eletrificação. A fabricante não abandonou o tradicional V12, que passou a funcionar em conjunto com motor elétrico, somando 808 cv, o que é suficiente para acelerar de 0 a 100 km/h em meros 2,8 segundos.

LEIA MAIS:  Híbrido de US$ 3,6 milhões, Lamborghini Sián é revelado por completo

A Porsche decidiu revelar seu novo talismã, o elétrico Taycan, cujas encomendas até agora dão a entender que logo o carro vai superar as vendas do lendário 911.  Com muita força e potência (750 cv na versão topo de linha) e autonomia que pode superar os 450 km, o carro tem futuro promissor pela frente. 

Entre os SUVs, uma das principais novidades é a tão esperada nova geração do Land Rover Defender , que também terá uma versão eletrificada. Com sofisticação de sobra, o novo modelo pode ter câmera 3D, multumídia com tela de 10 polegadas, sistema de reconhecimento de placas GPS atualizado em tempo real e até  algumas funções de direção autônoma.

Das marcas donas da casa, a Audi expõe uma porção de modelos renovados, entre os quais o A7 Sportback e a perua esportiva RS6 e até o conversível S5, com uam elegante combinacão de carroceria verde com interior caramelo, quase um oásis para quem estava acostumado com carrões de alta cilindrada, símbolos máximos do prazer ao dirigir, algo que parece que está ficando no passado.

 LEIA MAIS: Confirmado no Brasil, Land Rover Defender é apresentado em Frankfurt

A Mercedes também se mostra eletrificada com modelos com o van EQV, com autonomia um pouco acima de 400 quilômetros e com mais versões híbridas plug-in, inclusive do mais modesto Classe A. E antecipa o futuro, como o protótipo EQS, uma visão de como será o rival do Tesla Model S.  Confira na galeria acima os principais detalhes do Salão de Frankfurt

Comentários Facebook