Secex Obras do TCE orienta setores de licitação de obras da Prefeitura de Várzea Grande

Gestores e técnicos da Prefeitura Municipal de Várzea Grande estiveram reunidos com a equipe da Secretaria de Controle Externo de Obras e Infraestrutura do Tribunal de Contas de Mato Grosso para debaterem falhas recorrentes nos editais e processos licitatórios referentes a obras municipais. Estiveram presentes os secretários municipais de Saúde, Administração e Assuntos Estratégicos, a Controladoria Geral e a Procuradoria Geral do município, a Comissão Permanente de Licitação e técnicos das secretarias municipais de Saúde, Obras, Educação e Administração.

Gestores e técnicos da Prefeitura de VG estiveram reunidos com a equipe da Secex

Em levantamento realizado pela Secex Obras do TCE/MT as irregularidades mais comuns nos processos licitatórios relativos às obras de Várzea Grande ocorrem no edital e em seguida, na fase de apresentação das propostas. Os técnicos relataram que as empresas não apresentam as composições auxiliares e alguns custos ficam ocultos colocando em risco o processo. Outro problema apontado pela equipe de Várzea Grande é quanto ao detalhamento dos custos acessórios.

Resolvemos fazer esse encontro para que o município possa realizar licitações eficientes e obras concluídas e de boa qualidade. Um processo suspenso ou uma obra paralisada gera custos altos aos cofres públicos municipais e também para o TCE. Por isso nosso objetivo é orientar para reduzir as falhas e garantir eficiência à gestão pública”
__________
Narda Consuelo Vitorio Neiva Silva
SECRETÁRIA DA SECEX OBRAS E INFRA-ESTRUTURA

Estes e outros temas como jogos de planilha, descontos exagerados com intuito de ganhar a licitação com base em melhor preço e riscos de paralisação das obras foram discutidos pelos servidores municipais e a equipe da Secex Obras que a cada item foi orientando as equipes a sanar erros e encontrar soluções. “Resolvemos fazer esse encontro para que o município possa realizar licitações eficientes e obras concluídas e de boa qualidade. Um processo suspenso ou uma obra paralisada gera custos altos aos cofres públicos municipais e também para o TCE. Por isso nosso objetivo é orientar para reduzir as falhas e garantir eficiência à gestão pública”, disse a secretária da Secex Obras e Infraestrutura, Narda Consuelo Vitorio Neiva Silva.

A secretária municipal de Assuntos Estratégicos e chefe de gabinete da Prefeitura Municipal de Várzea Grande, Adriana Correa da Costa Leão lembrou que pela primeira vez o TCE-MT proporcionou a oportunidade dos servidores ligados ao setor de licitação tirar dúvidas quanto aos problemas que ocorrem e que expressam os processos licitatórios e as obras. “O que a prefeita de Várzea Grande quer é que tudo seja feito de acordo com a lei, de forma econômica mas que as obras sejam finalizadas”, disse. O controlador interno, Kleber Ferreira Ribeiro, comentou que depois da reunião os erros certamente devem reduzir “e tudo aconteça com mais agilidade”, finalizou.

Comentários Facebook