Secretaria Municipal de Comunicação doa 3 mil absorventes à campanha “Cuiabá por Elas”


Vicente Aquino

Clique para ampliar

A iniciativa da primeira-dama, Márcia Pinheiro,  com a  campanha “Cuiabá por elas”, mobilizou a Secretaria Municipal de Comunicação que arrecadou e doou cerca de 3 mil absorventes.

Para o secretário Municipal de Comunicação, Fausto Olini, a campanha denota a sensibilidade da gestão. “Infelizmente, muitas pessoas pensam que o absorvente é um item supérfluo, quando na verdade se trata de um elemento de higiene básica. Ele destaca que em virtude da situação econômica do país e dos preços praticados nos comércios, torna o produto inacessível para muitas mulheres e por isso a equipe da  Secom se organizou para realizar a doação para a campanha “Cuiabá por Elas”.

“Quero agradecer aos servidores da Secretaria que em menos de 1 semana doaram mais de 3 mil unidades e, principalmente, à Márcia Pinheiro, que consegue desenvolver políticas públicas efetivas. Precisamos quebrar este tabu e falar sobre o ciclo menstrual que é um processo natural e que ainda existe muitas mulheres que não tem condições de adquirir este item de higiene”, destaca. 

De acordo com a diretora financeira da Secretaria de Comunicação, Elaine Mendes, avalia que quando a mulher não dispõem dos itens necessários à higiene durante a menstruação, os impactos são sentidos não só na autoestima  e na dignidade, mas também na vida social, já que muitas deixam de ir à escola ou ao trabalho durante o período.

“Quero parabenizar à primeira-dama, pelo olhar humano e sensível que ela tem pelas pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza. Espero que essa iniciativa pioneira como muitas outras que ela já idealizou em Cuiabá, continue transformando a vida de quem realmente precisa”, pontua.

Segundo a primeira-dama, Marcia Pinheiro, a pobreza menstrual é uma violação de direitos humanos, e precisa urgentemente ter a quebra de tabus e discriminação que o gênero feminino sofre na sociedade.

 “É essencial que meninas e mulheres tenham acesso às informações corretas sobre o tema, além de condições dignas de higiene, e que a discussão sobre este tema seja feita abertamente na sociedade. Minha gratidão a todos que estão participando e doando para a campanha “Cuiabá por elas”, isso mostra que podemos contar vocês”, afirma.

Comentários Facebook