Secretário de Saúde recebe membros do Sisma

Na oportunidade, o titular da pasta recebeu a pauta dos sindicalistas com reivindicações da categoria – Foto por: Anderson Acendino

Na oportunidade, o titular da pasta recebeu a pauta dos sindicalistas com reivindicações da categoria

O secretário de Estado de Saúde, João Batista Pereira da Silva passou a manhã desta quarta-feira (10.08) com membros do Sindicato dos Servidores da Saúde e Meio Ambiente (Sisma), ouvindo todas as demandas da categoria. João Batista se colocou a disposição para desenvolver um trabalho de gestão participativa. “Estamos aqui para somar, sou um aprendiz diário e o trabalho em conjunto é de suma importância para alcançarmos objetivos concretos”, pontuou ele.

Na oportunidade, o titular da pasta recebeu a pauta dos sindicalistas com reivindicações da categoria e acrescentou que nesses dez dias a frente da Secretaria de Estado de Saúde (SES) já teve a oportunidade de visitar os servidores, agendou visitas nas unidades descentralizadas e está tomando ciência das demandas essenciais que precisam ser sanadas. “Assumimos o desafio sabendo que não seria fácil, mas preciso garantir que o trabalhador da saúde e os fornecedores estejam motivados. Sigo um modelo de gestão de transparência”.

O presidente do Sisma, Oscarlino Alves destacou a serenidade do secretário e que o seu trabalho quando foi secretário de saúde no município de Nova Mutum o credencia para o cargo. Para ele o maior desafio será gerenciar, promover uma política de cooperação e planejar a pasta nas 16 regionais de saúde nos 141 municípios. “Temos conhecimento da transformação positiva que o secretário promoveu em Nova Mutum com 52 mil moradores. Agora ele tem a saúde do estado para organizar e promover nos servidores o estimulo em desenvolver um trabalho de excelência”.

Participaram também da reunião, a superintendente de Gestão de Pessoas da SES, Adriane Caroline Souza Lourenço, representantes do Sisma nos municípios de Água Boa, Porto Alegre do Norte, Cáceres, Rondonópolis, Colíder, Juína, Tangara da Serra, Sorriso e Peixoto de Azevedo, além das unidades descentralizadas como MT Hemocentro, Centro de Reabilitação Dom Aquino Correa (Cridac) e o Centro Estadual de Referencia de Alta e Média Complexidade (Cermac).

Comentários Facebook