Sete estados correm risco de ter apagão de seringas e agulhas, diz Saúde ao STF


source
Enfermeiro aplicando dose de vacina em paciente
Agência Brasil

Campanha de imunização depende da compra de insumos que permitam as aplicações

O Ministério da Saúde informou ao ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que sete estados correm o risco de não ter estoque suficiente de seringas e agulhas para começar a vacinação contra a Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Nesta lista estão Acre, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco e Santa Catarina. Os estoques, de acordo com a pasta, seriam insuficientes “caso houvesse a disponibilidade de 30 milhões de doses”.

O Ministério da Saúde também apontou ao ministro que, no total, os estados têm aproximadamente 80 milhões de seringas e agulhas disponíveis. As informações atendem a uma determinação do ministro.

A pasta de Eduardo Pazuello ressalta, contudo, que as vacinas dos diversos laboratórios irão chegar de forma gradual e que não haveria necessidade imediata da totalidade dos insumos em um primeiro momento.

“Com os recentes acordos realizados, estima-se receber 10, 7 milhões de doses em janeiro deste ano e 9,3 milhões de doses em fevereiro”, diz o documento.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook