Tanque do Fancho vai abrigar primeiro viveiro municipal de VG

O Parque Ecológico Tanque do Fancho, em Várzea Grande, foi o local escolhido para abrigar o primeiro viveiro municipal. No novo espaço serão produzidas mudas de espécies nativas, ornamentais e exóticas que servirão para os trabalhos de revitalização e arborização da cidade. Até o final deste mês o galpão e a estufa com capacidade de produção de 2 mil mudas ao mês estará implantando e em pleno funcionamento. As obras que estão sendo realizadas no fundo do Parque foram vistoriadas nesta manhã (4), pela prefeita Lucimar Sacre de Campos.

Como explica a secretária municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural, Helen Farias, deste viveiro sairão espécies que irão não apenas contribuir para a urbanização da cidade com plantio de mudas, como para o replantio de árvores nativas dentro dos parques públicos, como o Tanque do Fancho e o Flor do Ipê. “Teremos mudas de árvores nativas, árvores sombreiras e plantas específicas para os trabalhos de jardinagem (ornamentais). A implantação do viveiro era uma meta e que agora está se tornando real. Com o viveiro vamos dar um grande salto em qualidade de vida e em arborização para nossa população e para nossa cidade”.

O viveiro será também um espaço de integração para os estudantes da rede pública municipal que terão no espaço a oportunidade de prática e atividades extracurrilares.

Entre as espécies que serão cultivadas estão o ipê, ipê de jardim, chuva de ouro, aricá, jacarandá, ingá, angico e aroeira.

Desde que a atual gestão revitalizou o Parque, o local passou a ser o ponto de encontro das famílias varzeagrandenses. “Além do viveiro, que realmente fará a diferença nas ações pela cidade, como para os bairros que estão recebendo a pavimentação asfáltica via PAC, o Parque está sempre sendo foco de ações de infraestrutura e os projetos para melhorar o Tanque do Fancho estão em curso. O objetivo é fazer do Parque um grande atrativo na cidade. Não precisamos mais sair de Várzea Grande para que nossas crianças tenham contato com a natureza. As famílias têm agora um ponto de encontro para o convívio mútuo, num espaço que proporciona qualidade de vida e práticas esportivas”, explica a prefeita Lucimar.

Comentários Facebook