TCE busca reequilíbrio financeiro e orçamentário

O Tribunal de Contas de Mato Grosso está tomando medidas visando restabelecer o equilíbrio financeiro e orçamentário do órgão. Nesta semana a Presidência divulgou um comunicado à casa dando ciência sobre o início das providências.

Leia Abaixo:

 

Comunicado da Presidência

 

O Presidente do TCE/MT, Conselheiro Gonçalo Domingos de Campos Neto, anunciou que serão adotadas uma série de medidas visando restabelecer o equilíbrio financeiro e orçamentário do órgão. As medidas serão necessárias para o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal e deverão ser implementadas até o final do exercício de 2019.

As medidas terão dois eixos de apresentação: no primeiro, serão adotadas ações administrativas imediatas, com exonerações e redução dos cargos em cessão; e no segundo, um projeto de lei será encaminhado à Assembleia Legislativa com a readequação da estrutura organizacional dos cargos comissionados.

O Presidente destacou que será imprescindível a compreensão dos conselheiros, dos procuradores e dos servidores do Tribunal neste momento de readequação, para a retomada dos limites, e ressaltou, ainda, a emissão de alerta pela relatora das contas de 2018, conselheira Jaqueline Jacobsen Marques.

Ainda nessa linha, a Presidência frisou que não se preocupou somente com gastos com pessoal, tanto o é, que anteriormente fez um levantamento das despesas, avaliando as necessidades do órgão e, assim, determinou a redução no percentual dos contratos, compras em geral, diárias e demais instrumentos, conforme circular 007/2019 encaminhada a todos os setores desta Corte de Contas.

A Presidência ressaltou que os estudos já estão em andamento e contam com o devido suporte das Secretarias Executivas de Gestão de Pessoas e de Orçamento, Finanças e Contabilidade. “O desafio de ajustar a folha aos limites exigidos pela lei será grande, mas teremos que fazê-lo.”, assinalou o Presidente.

Comentários Facebook