Técnicos da saúde discutem estruturação do sistema de regulação

Durante toda semana cerca de cem pessoas, entre técnicos da Secretaria de Estado de Saúde, representantes dos 16 escritórios regionais e da prefeitura de Cuiabá e Várzea Grande participam de atividades para reorganizar a regulação, monitorar e avaliar a aplicação dos recursos públicos na média e alta complexidade. Será apresentada a realidade de cada regional, entre seus gargalos, demandas e deficiências.

O encontro começou na segunda-feira (01.08) e segue até quinta-feira (04.08) na Escola de Saúde Pública, no bairro Coophema. Nesta terça-feira (02.08), um representante do Ministério da Saúde irá apresentar o Sistema de Regulação (Sisreg) – ferramenta de gestão do Ministério que, além de humanizar e facilitar o acesso do usuário aos serviços de saúde garante maior controle do fluxo e utilização dos recursos.

A secretária adjunta de Políticas e Regionalização da SES, Maria Salete Ribeiro, explica que o momento é de traçar um diagnóstico e a construção de um plano junto aos municípios. ?A metodologia é construir um instrumento que possa ser utilizado para monitorar as principais demandas de cada região?.

Já a secretária adjunta de Regulação, Maria Gabriela Boabaid Teixeira destaca que depois de dez anos o processo de regulação está saindo do papel e organizando o fluxo de atendimento nos 141 municípios do estado. ?Precisamos definir qual é a necessidade dos serviços de média e alta complexidade para atender a população que tanto precisa do SUS?, destaca.

Gabriela destaca ainda a vinda da equipe do Ministério da Saúde para configurar o Sisreg  e fazer um diagnóstico da situação da regulação no estado. ?No último dia de encontro será apresentado um alinhamento para redefinir o controle e avaliação para realizar o monitoramento das prestações de serviços entre a SES e os 16 escritórios regionais?.

Comentários Facebook