Três projetos que beneficiam idosos recebem parecer favorável de comissão permanente

Sob a presidência do vereador Dilemário Alencar (PROS), a Comissão de Amparo à Criança, ao Adolescentes, aos Idosos e às Pessoas com Deficiência se reuniu na manhã desta sexta-feira (20), para analisar o mérito de três projetos de lei.
Todos as matérias receberam pareceres favoráveis para aprovação. Vale lembrar que, os projetos já passaram pelo crivo da Comissão de Constituição, Justiça e Redação do Parlamento Municipal.
Diante disso, Dilemário e Marcelo Bussiki (PSB), entenderam existir “conveniência e oportunidade”, tendo em vista que a CCJR analisa a questão de constitucionalidade das matérias.
Os dois parlamentares comentaram sobre a importância dos projetos para o “fortalecimento dos Estatuto do Idoso” e também para a “garantia de direitos” dessas pessoas.
Dilemário ainda observou que “todos caminhamos para ser idosos no futuro”. Um processos analisado é de sua autoria e propõe que seja afixada nos “ônibus do transporte coletivo, nas repartições públicas e nos bancos a frase: desrespeitar, negligenciar ou prejudicar idosos é crime”.
Dilemário destacou que essa é uma forma de garantia de direitos e também de despertar a conscientização dos cidadãos quanto ao dever de respeitar nossos idosos.
O vereador Bussiki ressaltou os projetos de autoria do vereador Delegado Veloso (PV) que visa autorizar que laboratório conveniados pelo sistema municipal de saúde sejam autorizados a realizar coleta de material para exames laboratoriais na residência de pessoas idosas ou portadoras de deficiência.
Bussiki observou que “essas pessoas, geralmente, têm dificuldade de locomoção”, por isso ao receber atendimento do laboratório mais próximo de suas residências vai trazer maior comodidade para os pacientes, criando facilidade maior para toda a família.
Outro projeto destacado por Bussiki é de autoria do vereador Ricardo Saad (PSDB) que busca dotar as unidades de saúde da Capital de meios que “venham oferecer condições de maior mobilidade aos idosos e pessoas com deficiência”.
Ao final Bussiki classificou os projetos como “bastante positivos”, vão ao encontro das necessidades de um segmento da população que precisa de atenção especial, principalmente, pelo muito que contribuíram para cidade.

Etevaldo de Almeida | Câmara Municipal de Cuiabá

Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

Fonte: Câmara de Cuiabá
Comentários Facebook