Uso de capacete em locais públicos é proibido por lei

Com o intuito de garantir a segurança dos comerciantes e a população em geral, uma Lei de autoria do vereador Adilson Levante (PSB) proíbe o uso de capacete, ou equipamento similar, que dificulte a identificação em estabelecimentos comerciais, repartições públicas e instituições financeiras.
Em vigor desde outubro de 2016, a medida visa reduzir o índice de criminalidade referente ao envolvendo o comércio do município.
“O principal objetivo desta lei é combater o crime e reduzir, especialmente, o número de assaltos na nossa Capital. As motocicletas se tornaram o meio de transporte preferido dos criminosos e o capacete faz o papel de uma máscara. Ou seja, esconde o rosto do assaltante”, explica o parlamentar.
O socialista acredita que esta norma também ajuda nas investigações policiais daqueles delitos que são praticados por pessoas pilotando motos. “Em muitas vezes, o trabalho da polícia é dificultado, porque eles (meliantes) escondem o rosto usando o capacete”, pontua.
A Lei também é válida para postos de combustíveis e estacionamentos. Além disso, se aplica ao condutor e passageiro. “A pessoa que se recusar a retirar o capacete ou equipamento similar não será atendido, e a polícia poderá ser acionada por precaução”, afirma.
Para que não haja conflitos nem questionamento a cerca da aplicabilidade desta Lei, os responsáveis pelos estabelecimentos elencados devem fixar, logo na entrada, um aviso informando da vedação ao uso de capacete ou similar.
Kamila Arruda
Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-391931.jpg
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3LmNhbWFyYWN1aWFiYS5tdC5nb3YuYnJcL25vdGljaWEucGhwP2lkPTk5MDEiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5hbF9saW5rIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ28iOiIiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nb19saW5rIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfY2Fub25pY2FsX2xpbmsiOiIiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9mb250ZSI6IiJ9
Comentários Facebook