Vereadores de Três Lagoas visitam Câmara para conhecer trabalhos da CPI da Sonegação Tributária


Walfredo Rafael/Secom Câmara

A visita aconteceu na manhã desta quarta

Eles foram recepcionados pelo presidente da Câmara e pelo relator da comissão

A Câmara de Cuiabá recebeu, nesta quarta-feira (20), um grupo de vereadores de Três Lagoas (MS). O motivo da visita foi coletar dados sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sonegação Tributária, que está em andamento no Legislativo cuiabano, a fim de propor uma investigação no município em que atuam.&nbsp


A segunda vice-presidente do Legislativo de Três Lagoas, vereadora Marisa Rosa, contou que foi muito válida a troca de experiências.

“Pegamos várias informações. Saldo positivo, isso que vocês vão conseguir aqui. É válido a nossa vinda, porque a gente precisa deste subsídio para caminhar, trilhar lá. Essa experiência dos nobres colegas enriquece muito pra gente, disse a parlamentar.


Conforme o vereador Davis Martinelli, assim que souberam que a Capital Mato-grossense estava com uma CPI da Sonegação em andamento, resolveram vir até a Casa de Leis para pegar informações sobre seu funcionamento.

“Quando chegou a informação que era possível ter um retorno para o município através de uma CPI da Sonegação Fiscal Bancária, nós tivemos informações de que Cuiabá também estava neste mesmo sentido. Então criou a ideia de que nós vamos até Cuiabá para entender como está o andamento da CPI. Viemos colher experiência dos nobres colegas que estão a frente, para gente poder propor e implantar essa CPI em Três Lagoas”, explicou.

O relator da CPI, vereador Chico 2000 (PL), que também recepcionou a equipe, informou que foi feito um compromisso de passar todas as informações e documentos para que possa colaborar na abertura da comissão no Legislativo de Três Lagoas.

“Extremamente importante a visita deles, nós fizemos igual eles estão fazendo, estivemos em São Paulo buscando informações. E isso nos remete a obrigação de fazer o mesmo , recebemos eles e passamos as informações que solicitaram. Fizemos um compromisso de passarmos todos os documentos para que eles possam utilizar como prova emprestada para facilitar o levantamento e o desempenho deles na função dessa CPI”, contou.

O presidente Juca do Guaraná Filho (MDB), explica a importância dessa visita e a visibilidade que a Capital está ganhando com o desenvolvimento da comissão.

“É de suma importância, isso mostra que o trabalho da Câmara de Cuiabá está ressoando em outros Estados, em outras cidades do Brasil”, explicou


CPI da Sonegação Tributária

A CPI que investiga instituições financeiras por suposta sonegação tributária segue em andamento na Câmara.&nbsp


Segundo o art.1° da resolução que instaurou&nbspa comissão, o objetivo é “investigar as instituições financeiras estabelecidas no Município de Cuiabá, que estariam recolhendo tributos para o tesouro cuiabano muito abaixo de suas potencialidades geradoras das exações que decorrem de suas atividades”.
&nbsp
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sonegação Tributária é composta atualmente pelos seguintes vereadores: Demilson Nogueira (PP) – presidente, Chico 2000 (PL) – relator, Marcus Brito (PV) – membro, e pelos suplentes, &nbspCezinha Nascimento (PSL), Eduardo Magalhães (Republicanos) e Sargento Joelson (SD).

Matheus Fin – Estagiário | Matéria feita com supervisão da diretoria de Jornalismo da Secom

Comentários Facebook