Vila Bela é escolhida para encerrar edição 2019 do Consciência Cidadã

Divulgação

PROGRAMAÇÃO

VEJA AQUI MAIS DETALHES DO EVENTO

Primeira capital de Mato Grosso, o município de Vila Bela da Santíssima Trindade (522 km a oeste de Cuiabá) foi escolhido para encerrar a edição 2019 do Programa Consciência Cidadã, do Tribunal de Contas. No próximo dia 15 de agosto, os moradores de Vila Bela terão uma noite de vivência de cidadania, de diálogo aberto entre poder público e cidadãos, e de muito aprendizado para todos os participantes. O evento, gratuito e aberto a todos os interessados, será realizado no Centro Paroquial São Francisco de Assis, Rua Municipal (principal), 833, Centro.

Quarto município a receber o Consciência Cidadã em 2019, Vila Bela sediará pela primeira vez o evento, que tem como objetivo despertar o sentimento de cidadania na sociedade. As outras edições foram realizadas, respectivamente, em Paranaíta (25 de março); São José dos Quatro Marcos (25 de abril), e São Félix do Araguaia (16 de maio). Juntos, os eventos reuniram cerca de 700 pessoas entre servidores públicos, empresários, comerciantes, professores, estudantes, profissionais autônomos e lideranças comunitárias, para debater o tema cidadania com conselheiros e servidores do Tribunal de Contas, além das autoridades locais, como o magistrado, o promotor e o defensor público.

 QUERÊNCIA
 Gestores públicos e sociedade do município de Querência discutem política e corrupção durante a edição do programa Consciência Cidadã

Diferentemente das edições anteriores, este ano o programa quis sair um pouco dos municípios polo e alcançar os moradores das cidades menores. Criado pelo Tribunal de Contas há 13 anos, o Programa Consciência Cidadã visa facilitar o diálogo entre a sociedade e o controle externo e estimular a sociedade a exercer o controle social, fiscalizando a aplicação dos recursos e cobrando qualidade na prestação dos serviços públicos. Além disso, os cidadãos têm oportunidade de conhecer as ferramentas disponíveis para acessar informações úteis ao acompanhamento das políticas públicas de sua cidade, seu estado, e até seu país.

Coordenadora do Consciência Cidadã, secretária da SAI do TCE-MT, Cassyra Vuolo

Em 2018 foram realizados eventos nos municípios de Primavera do Leste, Sapezal, Sorriso, Querência e Cuiabá. Participaram 2.312 pessoas, de 25 grupos diferentes da sociedade civil, tanto da área pública como do setor privado. A média de questionamentos feitos pelos participantes durante cada evento tem sido de 40 perguntas, todas respondidas por conselheiros, procuradores de contas, representantes do Poder Judiciário e Ministério Público Estadual.

A coordenadora do Consciência Cidadã, secretária de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania do TCE-MT, Cassyra Vuolo, ressalta também a oportunidade para os cidadãos conhecerem um pouco mais sobre o trabalho realizado pela Corte de Contas. “A avaliação que fazemos dos últimos eventos é que a sociedade está ficando mais exigente com relação a gestão pública e também com relação ao trabalho do controle externo. O Consciência Cidadã é um meio do TCE perguntar ao cidadão sobre suas dúvidas quanto a fiscalização do uso dos recursos públicos e o que pensa sobre a nossa instituição”, ponderou.

A primeira parte do Consciência Cidadã será composta de palestra com o vice-presidente do TCE-MT e supervisor do programa, conselheiro interino Luiz Henrique Lima. Na sequência, o debate contará com a presença do procurador do Ministério Público de Contas (MPC), Getúlio Velasco, de um juiz da comarca, de um promotor de justiça e de um defensor público.

Fonte: TCE MT
Comentários Facebook