Web faz pressão para Bolsonaro sancionar o “Coronavoucher”

source

Na última segunda-feira (30), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) prometeu sancionar, ainda nesta terça-feira (31), o projeto que garante auxílio emergencial para trabalhores informais (R$ 600) e mães encarregadas pelo sustento familiar (R$ 1.200).

Leia também: Bolsonaro decide revogar artigo da “MP da Fome” após repercussão negativa

Presidente do Brasil Jair Bolsonaro arrow-options
Agência Brasil

Presidente do Brasil Jair Bolsonaro

Leia também: Com Covid-19, segurança de Bolsonaro tem piora de saúde e é internado

Apelidado de ” Coronavoucher “, o auxílio emergencial será pago em três prestações mensais, conforme texto votado no Senado . O projeto foi aprovado por unanimidade, com 79 votos a favor.

Leia também: Jair Bolsonaro está ou não com coronavírus? Entenda

Após o projeto ser aprovado, a tag “Paga Bolsonaro ” ganhou destaque entre os assuntos mais comentados do momento no Twitter. Na rede, internautas cobraram o mandatário: “Quem tem fome tem pressa! agora é lei, paga Bolso”, disse um. Confira mais reações.




Comentários Facebook