Yamaha NMax é revelado com novo visual e equipamentos na linha 2020

source
Yamaha NMax arrow-options
Divulgação

Yamaha NMax Facelift: Apesar de ter sido revelada com o motor de 155 cc, no Brasil, a novidade terá o mesmo 160 cc

A Yamaha NMax surge com mudanças no novo visual e equipamentos. Agora, traz um painel frontal revisado que inclui faróis mais sofisticados, piscas dianteiros menores e reposicionados, além de um formato atualizado para o para-brisa. Uma vez no Brasil, a novidade deverá custar mais que os R$ 12.590 cobrados atualmente, junto do novo XMax 250, modelo que será posicionado no topo da linha de scooteres da marca japonesa, já com encomenda aberta por R$ 21.990.

LEIA MAIS: Yamaha XMax 250 já pode ser encomendado

A traseira do Yamaha NMax facelift recebe uma nova lanterna traseira de LED de estilo dividido. Outra mudança notável é o campo de proteção no cano de escape do modelo 2020.Por “dentro”, ganha uma nova tela LCD, com novo formato e disposição das informações. Os indicadores do rival do Honda PCX agora ocupam o espaço acima do console do instrumento. As luzes das setas, por outro lado, ficam nos dois lados da tela LCD.

LEIA MAIS: Yamaha NMax desafia Honda PCX

O sistema Yamaha Motorcycle Connect é a outra novidade, com possibilidade de acessar funções como notificação por telefone e mensagem, local de estacionamento, manutenção recomendada, consumo de combustível e notificação de mau funcionamento para os componentes. Entre outros itens inéditos, o scooter vem com função Start-Stop, controle de tração, ignição sem chave, luz de perigo e uma tomada elétrica.

Mecânica

Yamaha NMax arrow-options
Divulgação

Novo painel tem melhor visibilidade e mais funções para orientar o condutor

Não mudará em nada ante o que traz no modelo atual. ainda está entre os destaques a recalibragem dos amortecedores traseiros Double Shock, com curso de 90 milímetros em cada roda. Na parte mecânica, o motor deve continuar o monocilíndrico de 160 cc, capaz de gerar 15,1 cv e 1,47 kgfm. Precisou frear, os discos de 230 milímetros de diâmetro com sistema ABS nas duas rodas fará o seu trabalho. Se precisar levar algo, um porta-capacete de 25 litros está disponível na motocicleta.

LEIA MAIS: Honda PCX 2020 estreia nova versão de entrada com ABS, por R$ 13.190

O colunista do iG Carros, Gabriel Marazzi, já pilotou a Yamaha NMax 160 ABS e destacou a agilidade do scooter entre os pontos mais importantes. Ele disse que o motor refrigerado a água, com comando de válvulas variável, acaba ajudando bastante no desempenho. Isso pode ser notado com clareza nas arrancadas nos semáforos, ainda de acordo com Marazzi.

Fonte: IG CARROS
Comentários Facebook